Miguel - Príncipe Arcanjo da Guerra

Miguel - Príncipe Arcanjo da Guerra

Miguel - E sua Batalha contra o Dragão

Miguel - E sua Batalha contra o Dragão

Miguel - O Arcanjo Guerreiro

Miguel - O Arcanjo Guerreiro

 

O Golpe de 64 e os interesses Illuminati no Brasil

Golpe de 64 foi orquestrado pelos illuminati

Golpe Illuminati em 64

Quando passamos a entender o outro lado podre da história sobre o golpe de 64 no Brasil, que a mídia corrupta e seus cúmplices não dizem, mais encontramos forças dentro de nós em lutar contra o fascismo, a injustiça e corrupção perpetrado por uma minoria em nosso país e em muitos outros, que sempre se favoreceram da escravização e do sofrimento de seu próprio semelhante e prol de seus interesses mesquinhos pessoais e ainda assim, escondidos sobre a mascara da falsidade perante uma sociedade em grande parte, inocentes das atitudes antiéticas de tais indivíduos.

E o mais absurdo disto é ver como tais farsantes ao longo da história conseguem converter a opinião pública, leiga e ignorante; se passando por mocinhos e heróis de um patriotismo que existe só se for lá no inferno; onde na verdade só pode ser o caminho destes que só não conseguem enganar o criador diante de suas próprias vergonhas morais.

O Caminho do Desenvolvimento

O presidente Jango em 1964 foi derrubado pelos illuminati

No auge do governo João Golard em 1964, o Brasil estava passando por um momento de reestruturação de sua economia para seu próprio desenvolvimento e independência financeira. Para um país com uma biodiversidade rara, onde se colhe frutas e cereais diversos o ano todo em junção com uma política justa de reforma agrária, só nisto já encontraríamos a saída de seu lugar de país subdesenvolvido. Infelizmente isso se esbarra numa mentalidade retrograda, mínima que pensa sempre em seus próprios interesses.

Jango trabalhou afinco naquilo que prometeu, baseado no chamado “Reformas de Base”, que incluíam: reforma universitária, reforma bancária, reforma das telecomunicações, luta as sonegações de imposto, reforma política, reforma agrária entre outras.

Essa política socialista más sua parceria com os soviéticos, levou uma onda de ataques a sua gestão pelos opositores golpistas, que encontraram apoios externos por causa das cobiças de nossos recursos naturais, levando a uma onda de espionagens em nossa nação pelo governo americano, fato mais tarde denunciado por Leonel Brizola.

Resistência e Falsas Bandeiras

Difamações comunismo propagandas da elite

Já é sabido por nós que um dos grande meios trapaceiros da política intervencionista americana, sempre foi no uso das ditas “falsas bandeiras”, criando-se um inimigo e depois se oferece-se como a salvação. A tempos se fortaleceu uma difamação didática dentro da América e depois ás nações sobre seu domínio sobre o tal terror comunista.

Más sabemos que na verdade; o comunismo foi nada mais que uma força política antagônica que impedia o expansionismo dos interesses da elite Illuminati capitalista. As propagandas anticomunistas passaram a serem difundidas às nações até hoje, deturpando países e governos "ditos comunistas": como ateístas, com intenção á abolição religiosa, idealistas a desintegração da família e com preceitos econômicos deturpados, onde se afirmava que as pessoas que viviam nestes países eram todas pobres, e seus lideres e militantes, eram assassinos, ladrões de terras e de propriedades privadas.

Diversos países da América latina, bombardeadas por essas neo-propagandas difundida pelos golpistas, que favoreciam sempre os interesses geopolíticos estratégico da elite americana. Bastamos aqui citar a operação Glaudio, o colapso das torres gêmeas do WTC em 2001, sempre usando os mesmos métodos pelo “medo” para o domínio.

De muitos se faz um

Capitalismo americano igual ao Nazismo

No símbolo na nota de um dólar redigida sobre ideais maçons; se diz: “pluribus unum”, em cima do desenho de uma águia, que é o símbolo da América, onde se lê: “de muitos se faz um”. Essa ideologia segui-se como característico do CAPITALISMO americano, que desde sua fundação, se apoiou nestes princípios, utilizando de guerras e espoliações injustas para o domínio, bastamos aqui citar: o genocídio indígena e as guerras internas para abocanhar territórios para formar de uma só nação, bem como as que hoje conhecemos em sua história.

E assim procuram expandir seus tentáculos, necessitando sempre de guerras e da política do intervencionismo pelos golpes de estados para promoverem mudanças de regimes, introduzindo depois governos fantoches para entrega fácil de tais recursos naturais destas nações dominadas, numa agenda maldita, que só se iguala ao Nazismo alemão, más que na verdade, invade de forma sutil, como um verdadeiro “cavalo de Tróia” com sua falsidade de beneficiário a tais nações.

Rockefellers e Rothschilds

Dinastias Rockefeller Rothschild golpe de 64 Brasil

O Brasil já desde os anos 60, vinha sendo bombardeado com diversas propagandas ant-comunistas, por algumas organizações interessadas no golpe, cativando mais militantes populares, militares e a classe empresarial.

Não só houve o interesse do presidente americano e de seu embaixador Lincoln Gordon, más também da elite petrolífera centrado nas dinastias Rockefeller e Rothschild e de milionários como Daniel Ludwig pertencente a sociedade secreta “O club 1001”, criada pelo Príncipe Bernard, mesmo criador do Clube Bilderberg, e que foi acusado mais tarde de interesses na dominação Amazônica.

Todas as grandes multinacionais petroleiras ligada a elite illuminati, patrocinaram o golpe. E com elas os grandes bancos: Bank of America, JP Morgan Chase, Citigroup e etc, associados a banqueiros e donos das indústrias petroleiras na Europa como os Rothschild.

Traidores corruptos

Com um monstruoso capital, através da CIA, cedido por estas oligarquias, corrompeu-se parlamentares, governadores, jornalistas, padres, estudantes e dirigentes sindicais brasileiros. Através do IBAD e ADEP gastaram em torno de 20 milhões de dólares em eleições opositoras de 1962, dinheiro que vinha diretamente dos bancos Royal Bank of Canadá, Bank of Boston e First National City Bank.

Irmãos David Rockefeller Nelson Rockefeller

Dois irmãos David Rockefeller Nelson Rockefeller

Quem depositava em suas contas eram empresas como: Texaco, Shell, Esso Brasileira, Standard Oil of New Jersey, Texas Oil Co, Gulf Oil Bayer, Enila, Shering, Ciba, Cross, General Eletric, IBM, Remington Rand, AEG, Coty, Coca-Cola, Standard Brands, Cia de Cigarros Souza Cruz, Belgo Mineira, US Stell, Hanna Mining Corp, Bethlehem Stell, General Motors, Willy Overland e o IBEC.

A coordenação geral ficava por conta de David Rockefeller que liderava o Council of The Américas, ou melhor; nossos militares foram corrompidos para entrega da soberania nacional, se prendendo de uma forma, como um verdadeiro “pacto com o Diabo” onde não se teria retorno, como é referido nestes trechos de uma carta de Nelson Rockefeller:já presos a nós por pactos militares”, alegando de forma inteligente que “um peixe pescado não precisa de isca”.

Aí nos perguntamos; para quê uma força militar, se ela pode ser comprada, e usada contra nós, convertida aos interesses dos Yankes ?

Onde está o patriotismo ai, justificado pela Extrema-Direita em seus argumentos fajutos em diversas épocas da história ?

A Religião da Ditadura

Evangélicos religião da cia

O Presidente Richard Nixon, recebeu um relatório de Nelson Rockefeller em 1962, Batista e vice-presidente, sobre a América Latina em que afirmava: "A Igreja Católica deixou de ser um aliado em quem os EUA podem ter confiança." Isso foi confirmado por Wade Clark Roof, na página 84 do seu livro "Ordem Mundial e Religião" (1991 SUNY Press). Rockefeller e o governo dos EUA apoiaram e incentivaram o avanço protestante na América Latina.

Sua estratégia era combater a Teologia da Libertação e a crença católica. O Ex-general ditador da Guatemala José Efraín Ríos Montt chegou a utilizar transmissões de radio aos domingos pregando que o povo da Guatemala eram os "povo eleito" e acusava a Igreja Católica de ser um "colaborador do marxismo", Montt foi um membro de uma igreja Pentecostal e com seus esquadrões da morte estatais foi responsável pelo genocídio de milhares de civis camponeses, aos interesses americanos.

Vejam: Guatemala inicia julgamento de ex-ditador Ríos Montt por genocídio

A conexão entre as missões protestantes e a CIA foi denunciada na década de 1980, quando vários governos militares latino-americanos, acusaram seus missionários de serem agentes da CIA, financiados pela família Rockefeller e assim também espiões dos recursos naturais e principalmente os da Amazônia.

A Revista espanhola UNO, teve acesso a parte deste documentos raros de Rockefeller e explica, que a intenção era uma metodologia por lavagem cerebral, doações obrigatórias, fé cega sem obras, manifestações psicológicas para milagres, sem a necessidade até do cultivo ao patriotismo.

Vejam meu artigo que fala das igrejas sionistas e muitos vão entender o do porque a tempos, vem se propagando tais doutrinas de fé sem a necessidades de obras, e porque Jesus ás chamou no apocalipse de o “Falso Profeta” e como ele é o simbolo de “Estados Unidos da América”.

Vejam: A Besta Apocalíptica e sua Guerra ao Comunismo e o Socialismo de Esquerda

Vejam: O Anticristo e o domínio da Religião na Nova Ordem Mundial Illuminati

Repreensão e Perseguições de 64

Torturadores do golpe 64

Assim tanto a burguesia como o empresariado foram financiados por grande multinacionais, que iniciaram uma grande agenda de perseguições e assassinatos. A mídia mentirosa passou e ainda difundem mentiras afirmando que todos os manifestantes sem exceção estavam: armados, eram terroristas, baderneiros; facilitando a justificação das prisões e mortes.

Muitas casas e sítios em áreas rurais e do interior foram compradas para interrogatórios, torturas e assassinatos, por grupos paramilitares. O dinheiro dos empresários jorrava para custear as operações clandestinas e premiar os bandidos com bonificações generosas. O escritor e jornalista Bernardo Kucinski afirmou: “Fica claro que as Forças Armadas montaram grupos de captura e extermínio reunindo matadores de aluguel, chefes de esquadrões da morte, banqueiros do jogo do bicho, contrabandistas e narcotraficantes.

A sangrenta operação “Bandeirantes”, foi financiada pelos industriais da FIESP, Ford, General Motors e Mercedes Bens, Coca-cola e I.T.T, grupos como a Gasbras, White Martins e Itapemirim chegaram até emprestar seus veículos em ocasiões para prisões até a desova de corpos de prisioneiros políticos.

Nossos Recursos e índios

Indígenas ditadura militar de 1964

O programa PIN, planejou o uso de trabalhadores do norte para o exploramento destas regiões aos interesses externos do milionário americano Daniel Ludwig (Projeto Jari). Muitas madeireiras e mineradoras se instalaram nestas regiões dando início as invasões de reservas indígenas e até a propriedades privadas, ordenadas pelo governo militar. Desde 1964 a 1985. Segundo o relatório “Comissão Nacional da Verdade (CNV)”, com base limitada de 10 etnias, 8.350 indígenas foram mortos em massacres, removidos a forças de seus territórios, por contágios de doenças infecto-contagiosas, prisões e torturas.

Invasão americana Brasil Jari

Projeto "JARI" e a invasão americana da Amazônia

Como exemplo: 5 mil índios Cinta Larga morreram por: envenenamento por alimentos com arsênico; por brinquedos contaminados com vírus da gripe, sarampo e varíola, atirados de aviões e assassinatos em emboscadas por pistoleiros. Tudo isso com conivência do governo federal, por meio do SPI e da Funai, permitindo a atuação de seringalistas, empresas de mineração, madeireiros e garimpeiros na busca de ouro, cassiterita e diamante no território dos Cinta Larga.

Houve denúncias de trabalho escravo para com os índios, em diversas regiões, além de torturas e desaparecimentos como no exemplo do Reformatório Krenak, que enclausurou centena de presos, de diversas etnias, que só lutavam contras as invasões de suas terras.

Os Lucros da Traições

Brasil elite mundial illuminati

A CBAI (Comissão Brasileiro-Americana de Educação Industrial), de 1946, com especialistas americanos criaram 23 escolas com seus métodos de comércio capitalista, difundido conceitos sagazes na exploração dos trabalhadores, assim como ETA (Escritório Técnico de Agricultura) com uma politica de interferência na “produção” agrícola, conectados com o grupo de Rockefeller.

O governo João Goulard havia sido reconhecido por aumentar o salário mínimo em 100%, más suas reformas de bases, com ideais socialista como é o caso da reforma agrária foram tachadas pelos golpistas como ideais comunista, fato que mais tarde após o golpe, foram mantidas algumas destas resoluções pelo próprio governo militar e até com uma certa aproximação com a União Soviética, provando com isso que Jango era um visionário com ideais capitalistas renovadores, más que fora reprimido por retrógrados conservadores da política burguesa.

E essas novas resoluções comerciais capitalistas dos Yankes, depois do golpe, iriam atender de forma sensacional os interesses do empresariado golpista. Muitos empresários enriqueceram com a ditadura, como Roberto Marinho (grupo Globo), Ângelo Calmon de Sá e Octávio Frias de Oliveira, (grupo Folha), além de muitos fazendeiros com a exploração do trabalho camponês.

Os jornalistas Gerard Colby e Charlotte Dennett, autores de “Seja feita a vossa vontade – A conquista da Amazônia: “Nélson Rockefeller e o Evangelismo na Idade do Petróleo”, afirmaram; que o magnata, vice-presidente dos EUA, teve participação em mais de 100 empresas no Brasil e a maior fazenda de gado da região sul.

Corrupção Militar

Golpe militar de 1964

A corrupção foi o emblema do governo militar ditatorial, a opinião pública civil ficava de fora dos acontecimentos internos do governo e da política em geral, justamente porque a mídia encobria tudo e todo seu material era moldado segundo os interesse da ditadura. Como no caso da Operação Capemi, pelo desvios de verbas das construções da Ponte-Rio Niterói e da construção da Transamazônica.

O presidente Ernesto Geisel e seu secretário particular Heitor Ferreira e o chefe do Gabinete Civil, Golbery do Couto e Silva, favoreciam os interesses comerciais no país para o capital estrangeiro e recebiam salários altos destes. O Heitor Ferreira se desligou do exercito e foi trabalhar no próprio projeto Jari. Assim como outros militares assumiram lugares de status na política e muitos se envolveram em casos de desvios de recursos públicos.

Segundo o ex-ministro da Casa Civil, Darcy Ribeiro a vontade do governo João Goulard era promover um capitalismo voltado aos ideais socialista, onde se governava para todos, pelo futuro feito de uma reforma agrária, que permitiria terra para muitos com muitas propriedade produtivas, más ao invés, prevalece-se o poder do coronelismo sob grandes extensões de terra para poucos, gerando diversos conflitos com trabalhadores, escravizações e assassinatos.

O Fim da Nova Ordem Mundial

Golpe illuminati Brasil 64

Como vemos, não é de agora o métodos golpistas da elite mundial para expandir suas operações comerciais criminosas em diversas nações, sempre se aproveitando da ignorância reinante destas populações, aliada muitas vezes as cobiças individualistas de alguns como, políticos, empresários e militares que comercializam as liberdades e vidas de muitos.

O golpe de 64 foi uma vergonha de nossa modernidade, onde por experiência de outras nações da América latina, nos mesmo resultados, sempre levou o terror e a exploração em favor de uma minoria, onde nenhuma destas nações chegaram se quer saírem de seus papeis de nações de terceiro mundo por causa destas interações nefastas. Toda estas operações comerciais eram viáveis, lucrativas e expansionistas para a elite consagrar mais ainda seu império econômico para num futuro, o erguimento de uma Nova Ordem Mundial, baseada em suas formas de escravizações, manipulações, ditaduras e assassinatos.

E ao nosso país, infelizmente um tempo retrogrado em sua evolução social e histórica. Esse capitalismo atual e reinante ainda faz parte de um velho mundo, com sua religião ultrapassada, baseada no proselitismo e intolerância, e se fossem a verdade; não precisariam mentir, manipular fatos históricos, ocultar seu passado, ditar regras de forma imperativa (ditadura) e oprimir as visões diferentes das suas; podemos materializa-la, no homem não espiritual e desperto, ainda presos as paixões e a todos os vícios que levam as separações entre os homens.

A própria materialização da “Imagem da Besta”, que fala e manda matar todos que não possuem sua marca. Assim como Jango, e muitos outros socialistas, acredito num capitalismo aperfeiçoado, com mais justiça social, menos privilégios para alguns e mais oportunidade para todos, pois este é a síntese do evangelho de Jesus e é o destino da humanidade em seu caminho na evolução, quer queiram seu opositores, quer não.

Autor: Valter J. Amorim (A Espada de Miguel)



Postagens Relacionadas:

Nova Ordem Mundial Socialista e NOM Illuminati e o Porquê Fora PT e Dilma ?

Fora Dilma, fora PT, fora Comunistas e a agenda Anglo-Sionista

A segunda Besta do Apocalipse e a Nova Ordem Mundia Illuminati

O Número da Besta, Imagem da Besta e Marca da Besta, saibam as diferenças ?

Boicote a Israel, porque todo homem de bem e cristão devem apoiar ?