Miguel - Príncipe Arcanjo da Guerra

Miguel - Príncipe Arcanjo da Guerra

Miguel - E sua Batalha contra o Dragão

Miguel - E sua Batalha contra o Dragão

Miguel - O Arcanjo Guerreiro

Miguel - O Arcanjo Guerreiro

 

O acidente nuclear em Fukushima foi na realidade uma sabotagem Illuminati

Fukushima terrorismo israel

O desastre na usina nuclear de Fukushima diante de fatos revelados e de diversas conclusões óbvias, nada tem de causa primária um terremoto natural, más um desastre causado por ogivas nucleares no fundo do mar próximo a usina para proporcionar tal desastre radioativo.

E quem está por trás disto, o Mossad de Israel e possivelmente a CIA dos E.U.A, ou melhor, as forças ocultas governamentais em favor dos interesses da elite global.

Tal operação clandestina se assemelha muitos com os métodos usados no 11 de Setembro, más em seus mesmos interesses, sempre os mais sórdidos, deflagrados por verdadeiros genocidas mundiais.

A Razão

Explosão reator fukushima

Para terem merecido tal ataque, diante dos interesses geopolíticos mais tarde explicado. O Japão teria assinado sua própria carta condenatória, quando:

O Japão teria reconhecido e apoiado a necessidade de um estado palestino.

O Japão se comprometeu a fornecer o urânio enriquecido para o Irã. Principal inimigo de Israel.

E o desenvolvimento nuclear japonês os tornou totalmente independente de outras fontes de energia, sempre dependida do governo americano.

Explosão atômica de fukushima

Quem denuncia essa conspiração Jim Stone é ex-analista da NSA com experiência em usinas nucleares. Lembremos que é a mesma agência ao qual pertenceu Edward Snowden.

Jim Stone junto com Henry Makow (entre outros) em análise do incidente de Fukushima, refutaram a intensidade do terremoto (claramente visto em todos os vídeos relacionados em 11 de março) que nem chegou perto dos 9.0 tão mostrado pela mídia e que supostamente desencadeou os tsunamis.

Stone mencionou que o Reator-4, que explodiu, não foi apenas desligado ... mas não tinha combustível nuclear e tinha mesmo tido seu domo protetor removido, além disso, os geradores de emergência alimentados a diesel foram selados subterrâneos em compartimentos impermeáveis ​​que NUNCA foram INUNDADOS. Se isso não bastasse, os reatores diesel eram realmente apenas um back-up para o sistema de emergência principal.

Fukushima de fato, tinha muita segurança, em outras palavras, era uma bem protegida nuclearmente. Stone também forneceu muitas fotos do site provando suas afirmações.

O Sismograma

Este sismograma é o topo do gráfico visto da ERM - Erimo, Hokkaido Island, Japan ", BHN" monitor.

Sismo terremoto fukushima

Os terremotos naturais tendem a mostrar uma acumulação GRADUAL de deslizamento que funciona até um deslocamento máximo, enquanto os terremotos artificialmente criados normalmente mostram um pico SUDDEN ao máximo ou próximo deslocamento máximo. Neste gráfico, vemos apenas um pequeno movimento no início seguido de um deslocamento de espiga maciça. Isso começou como um terremoto natural, mas foi de repente replicado (ampliado) por energia artificial? Ou os manipuladores precipitaram todo o evento? Em ambos os casos, esse mega-terremoto foi criado ARTIFICIALMENTE.

Segundo os dados da USGS, representa um 9.0 e foi declaradamente de uma estação sísmica apenas uma meia milha de distância de onde o vídeo foi filmado.

O gráfico sísmico, em conjunto com o vídeo, prova que o governo dos EUA também está envolvido na mentira sobre o terremoto em algum nível. O vídeo prova os registros falsificados do USGS. O terremoto foi significativo, mas apenas em um sentido 6.0, conforme registrado pelos sismógrafos JAPONESES, e FALSIADO para um 9.0 pelo USGS.

Terrorismo fukushima

Magna com ligação Mossad

Magna é uma empresa israelense que foi contratada para cuidar da segurança da usina. Ela teria trabalhado nas ogivas que foram instaladas perto dos reatores, além de contaminar o sistema como vírus Stuxnet.

A equipe do Magna esvaziou o local uma semana antes do desastre – nenhum deles estava presente no momento do incidente. As bombas e o vírus foram deixados latentes até que um evento de bandeira vermelha pudesse justificar sua implantação.

Stone colocou (e forneceu provas fotográficas que o apóiam), o Reator 4 havia sido completamente desligado e desalimentado e estava sendo substituído - ou seja, completamente inerte - quando explodiu.

Stone não tem nenhuma explicação para o que aconteceu com o Reator-3 - não está lá mais, e parece ter sido completamente desintegrado (novamente, foi o reator 3 na mesma condição de reator-4, isso iria longe em explicar a ausência de uma nuvem de vapor) uma façanha que só poderia ser realizada por um dispositivo nuclear.

Jim Stone se tornou fugitivo e muitos de seus materiais e pesquisas foram confiscados pelos governo israelense, escondido, hoje teme por sua vida.

Fukushima Yoichi Shimatsu

Yoichi Shimatsu é um jornalista de renome do Japão, também afirmou e denunciou essa mesma conspiração por parte de Israel.

De acordo com Yoishi Shimatsu, ex-editor do Japan Times Weekly, estes materiais nucleares foram enviados para a fábrica em 2007 sob as ordens de Dick Cheney e George W. Bush, com a conivência do primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert.

O carregamento foi feito sob a forma de núcleos de ogivas secretamente removidos da instalação de ogivas nucleares dos EUA, BWXT Plantex, perto de Amarillo, Texas.

“Enquanto atuava como intermediário, Israel transportou ogivas do porto de Houston e, no processo, manteve os melhores, ao mesmo tempo em que forneceu núcleos das ogiva japoneses mais velhas, que tinham de ser enriquecidos em Fukushima.”

fukushima Roland Vincent Carnaby

Ele também cita, o agente da CIA e mercenário Roland Vincent Carnaby investigando sobre ogivas que estavam sendo transportados de Houston. Em uma estranha reviravolta, Carnaby foi misteriosamente morto a tiros menos de um ano depois, pela polícia de Houston em uma parada de trânsito.

Ele foi baleado uma vez nas costas e uma vez no peito. Ele não tinha uma arma em suas mãos.

Fontes de inteligência disseram que ele estava rastreando uma unidade do Mossad que estava traficando plutônio dos EUA para fora das docas de Houston para um reator nuclear israelense.

O jornalista diz que 20 minutos antes do colapso nuclear da usina Fukushima, Israel estava tão chateado o governo japonês por sua declaração sobre a palestina, desencadeando o vírus Stuxnet nos computadores da planta.

Sabotagem por Israel na do usina irã

O vírus impediu o fechamento, levando ao colapso de uma seção da planta que abrigava urânio e plutônio recuperados das ogivas fornecidas em 2007.

Um fator que indubitavelmente teria encorajado a Casa Branca Bush-Cheney a fornecer ao Japão os meios para secretamente construir armas nucleares foi o crescente poder da China. Cheney e Bush tentaram armar o Japão e a Índia com armas nucleares como um meio de controlar a China., e agora, estaria o Japão como traidor diante desta aliança com a elite.

Lembremos também que na mesma época, Israel teria sabotado o programa nuclear iraniano usando o mesmo vírus.

Vejam: Vírus que atrasou programa nuclear do Irã foi criado pelos EUA e por Israel

Sacrifício Satânico Iluminati

Algumas pessoas acham absurdo essas suposições, apesar de diversos fatos provado, más teóricos das conspirações chamam a atenção para a data do fato em relação com outros já ocorridos pelo mundo, dando nos um padrão em todas elas como um modos operandi da elite global.

A data do acidente em fukushima é: Março 11, 2011 (3/11/11). Como 11 de setembro de 2001 (9/11/01) ou 22 de novembro de 1963 (22/11/63), são datas poderosa, de um ritual oculto que os Illuminati sempre empregam ao orquestrar uma de suas operações para matar o maior número de vítimas em suas operações sacrificarias satânicas.

Os números que detêm o maior poder para os satanistas são 3, 6, 9, 11 e 13. A duplicação de qualquer número único detém o poder para eles (11, 22, 33, 44, 55, 66, etc) e a triplicação de qualquer número único é ainda mais poderoso (333, 666, etc.). Data, hora e local são sempre de extrema importância para os Illuminati que rotineiramente usar magia negra para invocar o forças demoníacas para ajudá-los em seus empreendimentos. Na verdade, eles estão absolutamente OBEDECIDOS por um protocolo ritualístico oculto. Como no exemplo do 11 de novembro de 2011 {11/11/11}

Numerologicamente falando, 11 de março de 2011 reparte-se a 3 + 1 + 1 = 5 + 2 + 0 + 1 + 1 = 9

A data WTC de 9/11/2001 se decompõe em 14 = 1 + 4 = 5. Cinco é o número ocultista para a morte como no Pentágono (ou Penta grama).

Especulações ou não

Tragédia natural ou não, o que sabemos é que toda esta brincadeira deixou pelo menos 16.000 mortos e meio milhão de desabrigados.

Se Israel e tais agências americanas estão envolvidas nesta sabotagem, podemos dizer que nossa humanidade está perdida, com mentes totalmente sádicas e malditas que deteêm o poder temporal dos interesses geopolíticos do mundo.

Ontem o 11 de Setembro, Fukulshima, Iraque, Líbia, Síria e diversos ataques de Falsa Bandeira já ocorridos até agora e amanhã quem será ?

O Golpe no Brasil em 2016 é uma prova clara dos interesses anglo-sionista em nossos recursos e em toda nação, más se não tivessem tomado pelo golpe, quais meios usariam para incriminar o governo anterior ?

O mundo tem que de uma forma extinguir as forças da elite, antes que por suas cobíças, eles acabem com o mundo, pois com Fukushima, foi um exemplo disto, onde não só uma grande região marinha foi afetada, más quase todo o planeta também.

Aí nos perguntamos:

Até quando ?

Autor: Valter J.Amorim ( A espada de miguel)

Fontes: http://jimstonefreelance.com/fukushima1.html

http://www.veteranstoday.com/2011/10/30/fukushima-sabotage-japanese-journalist-accuses-israel/


 

Postagens Relacionadas:

11 de Setembro: Uma farsa perpetrada pela Cia e o Mossad de Israel

28 Provas que a Califórnia está sendo fritada Pela Radiação de Fukushima

ALERTA: “Se houver outro Terremoto em Fukushima é Adeus ao Japão e evacuação total nos EUA”

Profecias Prevêem a Volta de Titãs e Criatura Mutantes antes do Fim