Miguel - Príncipe Arcanjo da Guerra

Miguel - Príncipe Arcanjo da Guerra

Miguel - E sua Batalha contra o Dragão

Miguel - E sua Batalha contra o Dragão

Miguel - O Arcanjo Guerreiro

Miguel - O Arcanjo Guerreiro

 

A Islamização Mundial e a culpa Cristã Sionista

Islamização mundial

A “unicidade religiosa” é uma das marcas de tais cultos pseudo-cristãos, pelo proselitismo; independente das mais variadas denominações, vivendo em tenro idealismo de competitividades, para se auto afirmarem, como as únicas detentoras da verdade.

Assim muitos por inocência e ego, seguem essa “Agenda” nas missões, com o intuito de converterem o maior número possível á suas ideologias, sem o respeito a diversidade religiosa. Por isso perseguem qualquer ideologia que preguem o “respeito mútuo” entre os cultos, com suas interpretações equivocadas, como no caso do “ecumenismo”.

Por isso cavam suas próprias condenações em países árabes com diversas perseguições, sem ao menos intenderem que são usados pela elite global para o espansionalismo de seus poderes.

Muitas críticas surgiram por causa do crescente número de refugiados árabes para diversas nações da Europa, como um plano premeditado que trará as consequências futuras para uma islamização mundial, más não conseguem ver, que as consequências deste êxodo, são originadas pelas fome de poder expansionismo geopolítico das nações imperialistas capitalistas como Israel e EUA. O mesmo EUA cristão, que sob a administração Obama e NEOCON, destruíram uma nação inteira (Siria)somente para dominarem seus recursos naturais.

Refugiados sírios

Como no exemplo da Síria, o que deixamos como mensagem de nações cristãs, é ódio, barbárie e flagelo diante de todos que não são como nóscristãos”. E do outro lado, um povo cristão que odeiam muçulmanos e os vê sempre como terroristas e servos da besta, sempre por causa das difamações da elite global, por suas propagandas recheadas de islâmofobias.

Assim, a midia sionistas e evangélica divulgam o assassinatos de cristãos em países muçulmanos e outros, como uma injustiça e profética, quando na verdade, morrem, não como martíres, más por estarem fazendo as obras da verdadeira besta, propagando o mal (exclusivismo religioso) do que pelo exemplo no bem, pelo respeito as diversidades.

Vamos ver neste exemplo abaixo de como a hostilidade e o proselitismo fanático de muitas denominações, ao invés de proporcionar as conversões, pelo contrário afastam os interessados e promovem mais ódios.

• provocando hostilidade dos muçulmanos em relação ao cristianismo. A Christian Aid é uma organização caritativa e missionária cristã líder, fundada em 1945. Aqui está uma citação informativa de 2003 de Bob Finley, fundador e CEO da Christian Aid:

O apoio cristão ao movimento sionista começou na Inglaterra há um século, quando alguns professores da Bíblia começaram a interpretar certas profecias do Antigo Testamento sobre os antigos hebreus como sendo aplicáveis ​​ao povo judeu atual. Aparentemente, esses professores não sabiam que (de acordo com a Enciclopédia Judaica Universal) a maioria Ashkenazi, ou iídiche, dos judeus originalmente veio do império de Khazaria no sul da Rússia e não são biologicamente relacionados com Abraão. Assim, quando alguns sionistas asquenazistas começaram a tentar assumir partes da Palestina por meio de atos de terrorismo há cerca de 70 anos, alguns cristãos começaram a dizer que significava o cumprimento de algumas profecias obscuras do Antigo Testamento.

Os cristãos hoje não percebem como tais afirmações tiveram um efeito destrutivo sobre nossos companheiros crentes em muitas partes do mundo, de modo que Christian Aid começou a chamar a atenção para esses fatos.Desde 1940, os sionistas mataram, expulsaram ou deslocaram mais de dois milhões dos residentes originais da Palestina. Suas terras, casas e empresas foram todos roubados, ea maioria de seus bens pessoais também. Centenas de milhares de palestinos fugiram para campos de refugiados nos países vizinhos ao longo de um período de 20 anos. No entanto, ao mesmo tempo, incrivelmente, alguns cristãos na América estavam torcendo pelos sionistas e proclamando suas atrocidades como sendo abençoadas por Deus. . . . Nossas irrefletidas expressões de aprovação foram destrutivas de três maneiras.

O que fizemos a nossos irmãos cristãos nas Terras Islâmicas.

Quando os americanos falam favoravelmente sobre a agressão sionista na Palestina, trazemos perseguição desnecessária em milhares multiplicados de nossos irmãos que vivem agora em países islâmicos. Os cidadãos cristãos desses países são suspeitos de estar de acordo com o que os americanos estão dizendo, embora não seja um em cada mil. Quando os muçulmanos ouvem falar de batistas na América louvando as atrocidades sionistas, o que eles pensam das igrejas batista em seus países? Ou os pentecostais? Ou presbiterianos? Como podemos esperar que eles não retaliem contra aqueles que preferem matar seus companheiros muçulmanos?

O que fizemos para o trabalho missionário entre os muçulmanos.

Há cinquenta anos, milhões de muçulmanos estavam abertos ao evangelho.Houve uma grande oportunidade missionária para alcançá-los para Cristo. Os muçulmanos constituem o maior segmento dos povos não alcançados na terra, e eles foram muito aberta até que os cristãos americanos começaram a elogiar conquistas sionistas na Palestina. Dado que a maior parte da violência tem sido contra os muçulmanos, é de se esperar que os muçulmanos de outros países seria simpática para com as vítimas e ressentido com os cristãos que apóiam a expansão sionista. Esse desenvolvimento político serviu para cortar milhões de muçulmanos de sua anterior receptividade ao evangelho. . .. Nossa oportunidade missionária entre eles foi arruinada.

O que o sionismo tem feito a nossas igrejas.

Até 50 anos atrás, a maioria dos cristãos aceitou eventos registrados no livro de Josué como algo especial para esse tempo específico. Nós acreditamos que a vinda do Salvador trouxe uma Nova Aliança sob a qual já não recorremos à violência para avançar o reino de Deus. Mas quando o movimento sionista começou na Palestina por volta de 1920, alguns cristãos começaram a desconsiderar os princípios do Novo Testamento. Diríamos que é errado matarmos o nosso vizinho e roubar a sua propriedade, mas se o povo judeu fez isso na Palestina, então tudo bem. Primeiro foram milhares, depois dezenas de milhares e, eventualmente, centenas de milhares de palestinos que foram expulsos suas casas. Todos os seus bens foram roubados pelos sionistas. Quarenta por cento das vítimas eram cristãos professos, muitos dos quais eram crentes nascidos de novo. No entanto, para a nossa vergonha eterna, muitos cristãos na América ficaram à margem e aplaudiram pelos assassinos. Tudo bem, dizemos, porque o sionismo é um cumprimento da profecia. É difícil imaginar como qualquer crente da Bíblia com inteligência razoável poderia endossar essas coisas, particularmente quando milhares de judeus conscienciosos de todo o mundo se opuseram vigorosamente à agressão sionista na Palestina.

Alguns de nossos amigos fiéis em Cristo, que nos disse que se atreve a dizer nada sobre as tragédias que resultaram de cristãos endossando atrocidades sionistas podemos perder algum apoio financeiro, como resultado. Isso não me incomoda. Minha Bíblia diz: "Devemos obedecer a Deus antes que aos homens" (Atos 5:29).

Fielmente nEle, Bob Finley Presidente e CEO 21

luta dos palestinos

Eu gostaria de salientar: a grande maioria dos cristãos sionistas têm endossado o sionismo, sem conhecimento consciente das atrocidades na Palestina, que a mídia dos EUA tenha suprimido. A maioria dos evangélicos e dispensacionalistas americanos são pessoas de bom coração, que infelizmente foram induzidas ao erro por causa de Israel.

Resumindo

As religiões maiorais cristãs vivem um grande engodo neste tempos modernos. Enquanto não entenderem que cada povo deve ter seu direito a liberdade, soberania, progresso e paz, só veremos um aglomerado de almas falidas, lutando contra si mesmos, o progresso e á uma nova era de paz. É esta é a mensagem do livro de apocalipse. Todas as ideias rusticas e ultrapassadas, na verdade, como as forças que lutam e querem fazer guerra contra aqueles que está assentado sobre o cavalo branco (Jesus) e seus exércitos, tentando fazerem a humanidade regredir.

Faça o que queiram fazer, o mundo vai progredir e aqueles que não entenderam o valor real e verdadeiro da religião, serão expulsos daqui, como novos anjos caídos de outras novas humanidades primitivas de muitas moradas do pai, que há pelo universo.

Autor: Valter J.Amorim ( A Espada de Miguel)

Fonte apoio: https://jamesperloff.com/


Postagens Relacionadas:

Islamofobia, uma tática de Lavagem Cerebral midiática da elite Illuminati

Cristãos Evangélicos Sionistas e o seus ideais anticristãos

Cristianismo – A Religião única para uma Nova Ordem Mundial

Vitória eleitoral de Donald Trump e a derrota dos Neocons Illuminati ?